Textos


A PARTE MUÇULMANA DA MINHA ALMA
 
Vejo o nascer do Sol todos os dias. Eu nunca gostei da noite, a não ser para dormir. Estrelas são encantadoras. A Lua, com todas as suas fases e com todo o seu dinamismo de influência nos seres planetários, é maravilhosa. Por exemplo, implementei aqui as atividades de manejo dos cafezais baseadas nos ciclos lunares, tamanha a influência da Lua na agricultura.
 
Mas eu sinto sono cedo, e durmo lá pelas oito horas da noite. Quase não admiro as claras belezas do escuro.
 
Dormir cedo me leva, conseqüentemente, a acordar cedo. Sem precisar de despertador, acordo em torno das cinco horas da manhã.
 
E por volta das cinco e meia, ouço, vindo da mesquita, o almuadem anunciar a hora da prece Fajr. E esse chamado me traz paz, que me leva a meditar e a rezar. Em minhas viagens atuais e passadas pelo centro-leste africano, sempre que consigo e que conseguia, me hospedo e me hospedava, propositadamente, o mais perto possível de alguma mesquita, para ouvir bem nitidamente os anúncios do muezim. Sou um tanto descrente, confesso. Mas as orações islâmicas são as que mais tocam o meu coração e me religam ao Criador.
 
Após a prece Fajr, sigo para o sagrado primeiro gole de café do dia, acompanhado de uma fatia de pão caseiro. E é quando volto dessa comunhão que vejo o início do alvorecer, faltando pouco para as sete horas da manhã.
 
Coincidentemente, nasci às sete horas da manhã, que também é o horário de o Sol nascer aqui. Portanto, vejo o Sol nascer desde que nasci. Já os brilhos da Lua e da estrela, símbolos do Islamismo, me iluminam-inspiram na minha vida espiritual noturna diária, compondo a parte que me completa.





/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/|




__________
#foto#
quando: 19/08/2011
onde: Tanzânia
por: Andalaquim
Andalaquim
Enviado por Andalaquim em 16/12/2019
Alterado em 23/05/2020
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários